Novo algoritmo do Google: 5 dicas para sobreviver a essa mudança

A notícia do novo algoritmo do Google em 2015 teve grande repercussão no mundo inteiro entre webmasters e profissionais de e-commerce, onde o Google informou que ele vai causar um grande impacto em suas busca mobile.

Postado por Admin em 15/02/2017

Compartilhe

Novo algoritmo do Google: 5 dicas para sobreviver a essa mudança

A notícia do novo algoritmo do Google em 2015 teve grande repercussão no mundo inteiro entre webmasters e profissionais de e-commerce, onde o Google informou que ele vai causar um grande impacto em suas busca mobile. Sendo assim, entender como ele funciona e aprender a agir de maneira favorável para sua empresa é de grande importância.

O Google utiliza mais de 200 fatores de rankeamento em suas ferramentas de buscas, “robôs” que varrem todas as páginas na web e classificam as páginas em hierarquia através desses fatores. E o novo algoritmo visa dar mais relevância a sites que se adaptam a qualquer tamanho de tela, seja ele desktop, tablet ou celular.

MOBILE NO BRASIL

O aumento do uso de dispositivos móveis vem causando espanto para muitos. Só no ano passado, foi registrado 38,8 milhões de smartphones ativos no Brasil, de acordo com o levantamento realizado pela eMarketer. Somos os maiores usuários dos aparelhos na América Latia e os sextos no mundo. E segundo a e-shops, as receitas oriundas de dispositivos móveis vem aumentado entre 6% e 16%, acumulando um aumento de quase 40% no primeiro trimestre de 2015.

As pessoas adotaram os smartphones por proporcionar uma maior comodidade, facilitando quase tudo em seu dia-a-dia, sendo o maior motivo para a aquisição desses dispositivos. E foi tendo em mente essa nova onda que o Google resolveu dar importância a sites responsivos. Visando proporcionar uma melhor experiência a usuários de mobile que pesquisam no seu site corriqueiramente.

DICAS IMPORTANTES:

Crie uma versão mobile para seu site ficar responsivo;
Site seu site mobile o mais leve o possível para o carregamento das páginas. A banda larga para celulares no Brasil ainda é muito baixa;
Cuide da estrutura do site mobile visando uma melhor navegabilidade e usabilidade;
Suas campanhas de marketing deverão também ser específicas para dispositivos móveis;
O conteúdo deverá ser adequado para dispositivos móveis, sendo composto por textos mais concisos e imagens para melhorar a experiência do usuário no site.

commentaires